segunda-feira, 30 de julho de 2007

Arara Azul de Lear é salva da extinção após quase desaparecer nos anos 80

Tempo aberto para a arara-azul-de-Lear. Em vias de extinção na década de 80, quando sua população chegou a ser estimada em apenas 70 animais, a ave, considerada uma das mais belas e raras do mundo, teve um crescimento espetacular nos últimos anos e já pode ser considerada fora de perigo. Segundo especialistas, a razão dessa mudança de rumo foi a proteção da sua principal área de reprodução, na região da Caatinga baiana.

- A proteção do ambiente natural da arara, especialmente as áreas de dormitório e reprodução, contribuiu significativamente para a recuperação da espécie - explica Eduardo Figueiredo, coordenador do Programa de Conservação da Arara-azul-de-Lear, feito pela ONG Biodiversitas, em parceria com a ONG americana American Bird Conservancy (ABC).

Free Image Hosting at www.ImageShack.us
Três espécimes da arara-azul-de-Lear, fotografados na Bahia, Brasil
(Clica na imagem para ampliar)

A mais recente contagem dessas aves de bela plumagem, realizada na Estação Biológica de Canudos, apresentou um número aproximado de 750 indivíduos. A arara-azul-de-Lear é endêmica da região de Canudos e Jeremoabo, na Bahia (ou seja, só existe nessas áreas). Ela era ameaçada pela ação de caçadores e traficantes de animais silvestres. Outro fator que ajudou na recuperação da população dessas araras foi a educação ambiental, feita junto à comunidade local.

2 comentários:

mm disse...

oi!
axo mt bem k as passoas se preocupem com os animais!!!
o blog ta mt giro!
fica bem!
e comenta o meu!!!

mm disse...

adoro...
5*****

Estado de Conservação dos Animais:

Estado de Conservação dos Animais
Clica na imagem para mais informações

Rating